Documentos revelam que governo japonês sabia de risco de crise nuclear

Documentos confidenciais revelados nesta sexta-feira mostram que o governo japonês sabia dos riscos de uma crise nuclear no mesmo dia em que o país foi atingido por um terremoto seguido de tsunami.

Os registros extra-oficiais de uma reunião de emergência convocada no dia 11 de março de 2011, há cerca de um ano, mostram que um membro do gabinete indicou aos ministros os potenciais efeitos da pane no sistema de resfriamento dos reatores nucleares na usina de Fukushima.

O governo só admitiu oficialmente o vazamento de material radioativo semanas depois.

A tragédia deixou mais de 15 mil mortos e quase 4 mil desaparecidos.