Confrontos deixam ao menos cem mortos no Sudão do Sul

Ao menos cem pessoas morreram e outras centenas estão desaparecidas no Sudão do Sul após uma nova escalada de violência entre grupos étnicos rivais na região.

Militantes armados do grupo étnico Murle roubaram milhares de cabeças de gado durante ataques no Estado de Upper Nile.

Na última sexta-feira, ao menos 200 pessoas ficaram feridas durante ataques.

Confrontos ligados a ataques a fazendas de gado e retaliações entre os grupos Murle e Luo Nuer deixaram milhares de mortos desde a independência dos sul-sudaneses, em julho de 2011.