Annan se diz 'decepcionado' com resposta síria a tentativas de pôr fim à violência

O enviado das Nações Unidas e da Liga Árabe à Síria, Kofi Annan, disse ao Conselho de Segurança que obteve uma resposta "decepcionante" aos seus esforços para mediar um cessar-fogo no país.

Annan, que já participou de duas rodadas de conversas com o presidente Bashar al-Assad fazendo propostas para o fim da violência, disse que não tinha ilusões sobre a escala de sua tarefa.

Com os membros do Conselho de Segurança ainda divididos a respeito da melhor forma de agir, Annan disse que qualquer erro de cálculo que provoque uma escalada de violência pode provocar um impacto na região com o qual será difícil lidar.

Ele disse ainda que enviará uma delegação para Damasco na próxima semana para discutir a criação de uma nova missão de monitoramento e afirmou que está preparado para voltar ao país quando houver "sinais de progresso".