Chefe de inteligência de Khadafi é preso na Mauritânia

Autoridades da Mauritânia disseram neste sábado que o antigo chefe de inteligência do governo do líder líbio Muamar Khadafi, Abdullah al-Senussi, foi preso na capital, Nouakchott.

Sanussi era considerado o braço direito do coronel Khadafi e fugiu do país depois que o líder líbio foi deposto e morto no ano passado, após meses de revolta popular contra seu regime.

Ele era procurado pelo Tribunal Penal Internacional por crimes contra a humanidade.

Segundo as autoridades da Mauritânia, Senussi foi detido no aeroporto da capital, quando chegava em um voo do Marrocos usando passaporte falso. A informação sobre sua prisão ainda não foi confirmada por autoridades líbias.