Obama e líder turco afirmam que é preciso mais ajuda a oposicionistas sírios

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmaram neste domingo que é preciso aumentar a ajuda aos oposicionistas da Síria, incluindo o envio de equipamentos de comunicação.

Mas, os dois líderes reafirmaram sua rejeição à proposta de enviar armas para os rebeldes que lutam contra o regime do presidente Bashar al-Assad.

Os dois líderes estão em Seul, capital da Coreia do Sul, participando de uma reunião para discutir segurança nuclear.

Obama e Erdogan afirmaram que novas medidas de ajuda aos oposicionistas sírios deverão ser discutidas em uma reunião dos "Amigos da Síria", que deve ocorrer na próxima semana na Turquia.