Ativista tibetano ateia fogo a si mesmo contra visita de líder chinês à Índia

Um manifestante pró-Tibete ateou fogo a si mesmo nesta segunda-feira na capital indiana, Nova Déli, durante um protesto contra a visita do presidente chinês, Hu Jintao, durante esta semana.

Testemunhas viram seu corpo tomado pelas chamas antes de uma equipe de resgate chegar ao local. Médicos informaram que ele está sendo tratado e que apresenta queimaduras graves.

Ativistas chineses relatam que somente no ano passado ao menos 20 pessoas morreram devido à autoimolação no sudoeste da China em protesto contra o controle do governo sobre a região do Tibete, que quer autonomia.