Detetives russos dizem que ex-chefe da KGB cometeu suicídio

Detetives russos disseram nesta sexta-feira que um ex-chefe da agência de inteligência da antiga União Soviética, a KGB, foi encontrado morto em seu apartamento em Moscou, após aparentemente ter cometido suicídio.

Segundo os investigadores, uma carta de suicídio foi encontrada ao lado do corpo de Leonid Shebarshin, 77 anos, que foi chefe do setor de inteligência externa da KGB e chegou a comandar toda a agência durante um breve período.

Também foi encontrada a arma que ele ganhou quando se aposentou.