Família de Bin Laden é sentenciada à prisão no Paquistão

Três viúvas e duas das filhas de Osama Bin Laden foram sentenciadas a 45 dias de prisão por permanência ilegal no Paquistão.

Atif Ali Khan, advogado da família do líder da Al-Qaeda morto em 2011, disse à BBC que as mulheres já cumpriram um mês de prisão e devem ser deportadas dentro de duas semanas.

Duas das viúvas são da Arábia Saudita.

Segundo Khan, as autoridades paquistanesas e sauditas estão discutindo a situação e ele espera que as mulheres sejam aceitas de volta na Arábia Saudita.

A outra viuva é do Iêmen e o advogado afirmou que o retorno dela ao país de origem já está acertado.

As três viúvas de Bin Laden ficaram detidas no Paquistão desde que Osama Bin Laden foi morto em uma operação das forças especiais dos Estados Unidos em maio de 2011.