Petrobras identifica vazamento no campo de Roncador

A Petrobras informou ter identificado na tarde do último domingo um pequeno vazamento de gotículas de óleo no solo marinho do campo de Roncador, a 120 quilômetros da costa do Rio de Janeiro.

Operado pela Petrobras, o campo de Roncador é o segundo maior produtor de petróleo do país, com 256 mil barris por dia.

O ponto do vazamento, situado a cerca de 500 metros da fronteira com o campo de Frade - que é explorado pela americana Chevron - foi localizado a partir de inspeções submarinas com ROVs (Veículo Operado Remotamente).

A Chevron alega que descobriu o vazamento campo de Roncador durante operações de rotina e notificou a Petrobras sobre o achado.

Em novembro do ano passado, 2,4 mil barris vazaram do campo de Frade em meio à perfuração de um poço.

Segundo a Petrobras, não foi localizada nenhuma mancha de óleo na superfície do mar. A companhia afirmou que coletou amostras do óleo do campo de Roncador para "análise e identificação de sua origem".

Os resultados devem ser obtidos em até 48 horas.

Em nota, a ANP disse que "seguirá acompanhando estreitamente o incidente e manterá a sociedade informada sobre seus desdobramentos".