Geração de empregos no Brasil cai 25,79% em março

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta segunda-feira pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), foram criados 111.746 empregos com carteira assinada no Brasil em março deste ano, queda de 25,79% em relação ao mês anterior.

Em fevereiro, foram criadas 150.600 vagas formais.

Na comparação com março de 2011, entretanto, houve um crescimento de 20,6% no número de empregos gerados.

O saldo de março é resultado de 1.881.127 admissões e 1.769.381 desligamentos, os dois maiores para o mês.

Pela primeira vez desde julho de 2011, foi registrada criação de empregos superior ao mesmo mês do ano anterior.

O setor de serviços foi o principal responsável pelo saldo positivo, com a geração de 83.182 (0,53%) vagas formais.

Houve queda, por outro lado, tanto na criação de empregos pela Indústria de Transformação, com perda de 5.048 postos de trabalho (-0,06%) quanto na Agricultura, que sofreu a redução de 17.084 vagas formais (-1,09%).

No acumulado do ano, o emprego cresceu 1,17%, representando um crescimento de 442.608 postos de trabalho.