Ministro do STF acusa presidente anterior de manipular julgamentos

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa, afirmou que o ex-presidente da Corte Cezar Peluso, "manipulou" julgamentos e agiu de forma "inconstitucional" e "ilegal".

Em uma entrevista para o jornal O Globo, Barbosa afirmou que Peluso "inúmeras vezes manipulou ou tentou manipular resultados de julgamentos, criando falsas questões processuais simplesmente para tumultuar e não proclamar o resultado que era contrário ao seu pensamento".

Na entrevista, Barbosa dá como exemplo julgamentos de políticos por causa da Lei da Ficha Limpa.

"Lembre-se do impasse nos primeiros julgamentos da Ficha Limpa, que levou o tribunal a horas de discussões inúteis; (Peluso) não hesitou em votar duas vezes num mesmo caso, o que é absolutamente inconstitucional, ilegal, inaceitável", disse Barbosa.

Nelson Calandra, presidente da Associação Brasileira de Magistrados (AMB), afirmou por sua vez que o STF não pode ser manipulado porque há mecanismos para impedir que isso aconteça, além do acompanhamento da imprensa e da própria Corte e cada decisão dos juízes membros.