Annan: Envio de observadores à Síria é 'crucial para estabilização'

O enviado especial da ONU à Síria, Kofi Annan, elogiou neste domingo a decisão do Conselho de Segurança das Nações Unidas de aumentar de 30 para 300 o número de observadores internacionais a serem enviados a território sírio.

Para Annan, o envio de observadores - cuja missão é supervisionar o cumprimento de um cessar-fogo e um plano de paz - "é crucial para a estabilização" do país árabe.

A decisão do Conselho de Segurança foi tomada no sábado, por unanimidade, em meio a preocupações com a fragilidade do cessar-fogo que vigora na Síria.

Neste domingo, há relatos de que duas pessoas morreram em Douma, subúrbio da capital Damasco.