Apesar de presença de observadores, Síria registra novas mortes

Ativistas de oposição na Síria afirmam que cerca de 20 pessoas foram mortas neste domingo no país, onde observadores da ONU estão monitorando o cumprimento de um plano de cessar fogo.

Entre as vítimas, segundo os ativistas, estão seis pessoas mortas a tiros por forças de segurança do governo na cidade de Homs e arredores.

Segundo o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, com sede na Grã-Bretanha, quatro soldados também morreram quando seu veículo blindado explodiu em um bairro da capital, Damasco.

Dois observadores das Nações Unidas estão baseados em Homs, e um total de 300 devem monitorar o cessar fogo em todo o país.

Há relatos de que, apesar das mortes deste fim de semana, a situação em Homs está relativamente tranquila, se comparada à violência de semanas atrás.