Bo Xilai grampeava telefones na China, diz jornal americano

O jornal americano New York Times afirma que o político chinês Bo Xilai foi responsável por um esquema de grampos de telefones.

O ex-líder do Partido Comunista Chinês na província de Chongqing era visto como uma estrela em ascensão na China, e muitos esperavam que ele assumiria um papel importante na formação de um novo governo no país.

No entanto, ele foi demitido de sua função, devido a um escândalo político. A esposa de Bo Xilai está sendo acusada de matar um empresário britânico que tinha negócios na China.

Citando diversos pessoas ligadas ao Partido Comunista, o jornal americano afirma que Bo Xilai montou o esquema de grampos sem o consentimento das autoridades centrais do país.