África do Sul comemora ‘Dia da Liberdade’ com libertação de presos

O governo sul-africano libertará mais de 14 mil presos como parte das celebrações em torno do "Dia da Liberdade", data que marca o aniversário da vitória de Nelson Mandela nas primeiras eleições democráticas do país em 1994.

Embora não tenham sido divulgados detalhes específicos das sentenças, estima-se que os libertados representem cerca de 9% da população carcerária sul-africana e que entre os que deixarão os presídios não se encontram condenados por crimes graves como assassinato, terrorismo, pedofilia, tráfico de drogas e estupro e abusos sexuais.

O governo argumenta que a medida ajudará a reorganizar a capacidade de acomodação de detentos nos sistema prisional do país.