Seis manifestantes são mortos no Cairo 'a pauladas e pedradas'

Homens armados com bastões, pedras e bombas incendiárias mataram ao menos seis pessoas que participavam de um protesto em frente ao Ministério da Defesa do Egito, segundo testemunhas.

Mais de cem ficaram feridos, depois do ataque contra manifestantes que protestavam contra a exclusão de um candidato das eleições presidenciais.

O correspondente da BBC no Cairo Jon Leyne diz que há fortes suspeitas de que os responsáveis pelo ataque sejam criminosos contratados pelo governo para por fim ao protesto.

Fotografias divulgadas na internet mostraram homens com feridas nos olhos e poças de sangue nas ruas.