Sudão do Sul acusa Sudão de bombardear seu território

O governo do Sudão do Sul acusou Cartum de atacar seu território nesta quinta-feira. O suposto bombardeio ocorre um dia após o Conselho de Segurança da ONU anunciar a imposição de sanções aos dois países se os combates continuarem.

O porta-voz do Sudão do Sul, coronel Philip Aguer, afirmou à BBC que aviões militares de Cartum bombardearam uma guarnição de Juba no Estado de Unity. Ele afirmou que tropas terrestres também atacaram o local.

O governo do Sudão não se manifestou sobre o assunto. A ONU deu na quarta-feira um prazo de 48 horas para o fim da violência na região.