Atentado da Al-Qaeda mata 30 no Iêmen, diz governo

Autoridades iemenitas afirmaram nesta segunda-feira que militantes da Al-Qaeda mataram pelo menos 30 soldados em um atentado realizado no sul do país.

A ofensiva ocorreu na província de Abyan, onde dezenas de militares foram feitos reféns durante um ataque surpresa que teria sido comandado pelo grupo extremista.

O atentado provocou uma reação das Forças Armadas do Iêmen, que relataram ter matado pelo menos 15 insurgentes.

Segundo fontes do governo, o ataque foi uma retaliação à morte de um dos principais líderes do grupo no país, Fahd al-Quso, qeu aconteceu após um sobrevoo militar na província de Shabwa (sul do Iêmen) no último domingo.

Quso estava na lista dos mais procurados do FBI pelo seu envolvimento no bombardeio do navio de guerra dos Estados Unidos USS Cole no porto de Aden, em 2000. Naquela ocasião, 17 marinheiros americanos foram mortos.