China expulsa jornalista da Al-Jazeera

A Al-Jazeera, rede de TV árabe com sede no Catar, informou que teve que fechar o escritório onde trabalhava sua correspondente em idioma inglês em Pequim depois da expulsão de sua repórter.

O governo chinês decidiu não renovar as credenciais de imprensa e o visto da repórter Melissa Chan, a primeira medida deste tipo contra um jornalista estrangeiro nos últimos 15 anos.

As autoridades da China também recusaram a permissão para o envio de outro jornalista para substituir Melissa Chan, que era a correspondente da Al-Jazeera na China desde 2007.

O Ministério do Exterior chinês não divulgou o motivo da decisão.

Mas, o Clube dos Correspondentes Internacionais acusou as autoridades chinesas de usar os vistos para censurar ou intimidar jornalistas.