Áustria enterra restos de 'cobaias' de pesquisas nazistas

A Áustria realizou nesta quarta-feira um funeral para cidadãos portadores de deficiência que foram vítimas de experiências nazistas.

Os restos de mais de 60 pessoas foram colocados dentro de uma urna e enterrados em um cemitério no centro de Viena.

As vítimas tinham entre 4 e 86 anos de idade e sofriam de distúrbios psiquiátricos. Os nazistas os consideravam inferiores e os utilizaram como cobaias em pesquisas médicas.

Os restos mortais das pessoas, que acredita-se serem os últimos deste tipo no país, eram mantidos em hospitais de Viena para pesquisas sobre as circunstâncias em que elas foram mortas.