Paquistão proíbe acesso ao Twitter

O governo do Paquistão impôs um bloqueio nacional ao site de rede social Twitter. O motivo da manobra ainda não está claro - mas a decisão parece estar relacionada com mensagens postadas no site que foram consideradas ofensivas ao Islã.

Neste domingo, o governo falou de conteúdo "blasfemo e inflamatório" no site, mas ainda não se sabe o que os tweets disseram.

Alguns oficiais do governo mencionaram uma competição de 2010 no Facebook envolvendo imagens do profeta Maomé, consideradas como blasfêmia pelos muçulmanos.

Horas antes, o ministro do Interior paquistanês, Rehman Malik, disse que o país não proibiria o uso do Twitter.