Governo de Angola diz que eleições serão 'justas e livres'

O governo de Angola diz estar determinado a fazer com que as eleições gerais, que acontecerão em agosto, sejam livres e justas.

Em entrevista à BBC, o secretário de Estado das Relações Exteriores angolano, Manuel Domingos Augusto, disse que os partidos de oposição terão acesso igualitário à mídia estatal durante a campanha eleitoral.

Há quatro anos, os angolanos votaram pela primeira vez desde o fim da guerra civil no país, em 2002.

Na época, partidos de oposição disseram que o espaço da mídia estatal era mal dividido em favor do partido do presidente José Eduardo dos Santos.

Observadores em Angola dizem que o presidente, que está no poder há 32 anos e é o líder mais longevo da África, deverá ser reeleito.