Membros de coalizão islâmica boicotam sessão inaugural do Parlamento da Argélia

Sesssenta membros do Parlamento da Argélia, em sua maioria de uma coalizão islâmica moderada, abandonaram a sessão inaugural neste sábado, em protesto contra o que chamaram de fraude nas eleições há duas semanas.

Os membros da Aliança Verde Argélia e de outros partidos islâmicos menores afirmam que os resultados foram modificados para favorecer a Frente de Libertação Nacional (FLN) e seu companheiro de coalizão.

Segundo um correspondente da BBC na Argélia, a eleição foi anunciada como uma alternativa aos distúrbios que tomaram muitos países do mundo árabe nos últimos 18 meses.

A participação, porém, foi muito baixa, devido à falta de interesse dos cidadãos.