Dirigente ucraniano acusado de corrupção deixa o cargo

O secretário-geral do comitê olímpico ucraniano, Volodymyr Gerashchenko, anunciou nesta segunda-feira seu desligamento do cargo depois de acusações de que ele estaria disposto a vender ilegalmente ingressos, avaliados em milhares de dólares, para os Jogos de Londres.

Gerashchenko havia sido suspenso do cargo na semana passada depois que a investigação da BBC mostrou um diálogo seu com um repórter que se passou por comprador.

Imagens gravadas mostraram o dirigente ucraniano dizendo que poderia vender até cem ingressos.

O comitê olímpico ucraniano disse que Gerashchenko prometeu cooperar com as investigações.