Vaticano nega que cardeal esteja envolvido em vazamento de informações

O Vaticano negou que um de seus cardeais esteja sob investigação por conta do vazamento de uma série de documentos confidenciais do Papa.

O porta-voz do Estado católico, Federico Lombardi, disse que a Igreja não será atormentada pela mídia para apressar a investigação sobre os vazamentos, depois que o mordomo do Papa Bento 16 foi preso no fim de semana.

De acordo com a mídia italiana, pelo menos 20 pessoas estavam envolvidas na divulgação de informações que revelaram sérias rivalidades dentro do Vaticano.