Premiê italiano sugere que futebol seja suspenso no país

O premiê italiano Mario Monti sugeriu que o futebol profissional seja suspenso por "dois ou três anos" na Itália. O pedido está relacionado a um escândalo de suposta manipulação de resultados de jogos.

Na segunda-feira, a polícia italiana prendeu 19 pessoas supostamente ligadas a um esquema no qual jogadores e técnicos manipulariam resultados para beneficiar apostadores.

Entre os presos estavam Stefano Mauri, capitão do Lazio, um dos times mais importantes do país.

Monti afirmou que a suspensão não é uma proposta do governo, mas sua opinião de fã do futebol.

O escândalo veio à tona em junho do ano passado. Segundo a federação italiana de futebol ao menos 22 clubes estão sob investigação.