Promotoria do Egito entra com recurso contra absolvição de policiais

A Promotoria do Egito entrou neste domingo com um recurso contra a absolvição de seis membros das forças de segurança do país no julgamento que condenou o ex-presidente Hosni Mubarak.

Mubarak e seu ex-ministro do Interior foram sentenciados à prisão perpétua no sábado, por cumplicidade na morte de manifestantes antirregime em 2011, mas os integrantes das forças de segurança foram absolvidos por falta de provas. A absolvição foi um dos gatilhos para protestos que se espalharam pelo Egito entre sábado e domingo.

Segundo a agência Reuters, os seis serão impedidos de viajar caso tentem.

Ao mesmo tempo, os advogados de Mubarak também devem apelar da sentença de prisão perpétua.