Gregos voltam às urnas neste domingo e podem determinar permanência na zona do euro

Os eleitores gregos se preparam para voltar às urnas pela segunda vez em seis semanas neste domingo em uma votação que pode determinar o futuro do país na zona do euro.

Os principais concorrentes, o partido de esquerda Syriza, e o de direita Nova Democracia, têm posições divergentes sobre o que a Grécia deve fazer, se obedecer as condições impostas pelo plano de resgate de seus parceiros europeus ou rejeitar o plano e impulsionar os gastos sociais.

Líderes da União Europeia argumentam que, caso a Grécia rejeite o plano, como propõe o Syriza, o país teria de deixar a zona do euro.

A votação deste domingo está sendo acompanhada atentamente pelo mundo todo, em meio ao temor que a saída da Grécia da zona do euro possa contagiar outros países membros e desestabilizar a economia global.

A chanceler alemã, Angela Merkel, pediu que os eleitores gregos votem em um novo governo que mantenha as medidas de austeridade.

Mas, as pesquisas de opinião mostram que o Syriza estaria empatado na primeira colocação com os conservadores.

A votação deve ser encerrada durante a tarde e os primeiros resultados devem ser anunciados ainda neste domingo.