Brics prometem aumentar depósitos junto ao FMI

Os países do chamado bloco Brics (o grupo formado por Brasil, China, Índia, Rússia e Africa do Sul) prometeram aumentar seus depósitos junto ao Fundo Monetario Internacional (FMI).

A medida visa fazer com que o fundo tenha mais condições de socorrer os países atingidos pela crise econômica global.

A China cederá um total de US$ 43 bilhões (R$ 88 bilhões) enquanto que o depósito dos outros países do Brics será de US$ 10 bilhões (cerca de R$ 22,5 bilhões) cada um.