Indonésia condena a 20 anos de prisão responsável por atentados em Bali

A Justiça da Indonésia condenou a 20 anos de prisão o homem acusado de se um dos coordenadores dos atentados a bomba em Bali que mataram mais de 200 pessoas.

Umar Patek foi considerado culpado de assassinato e fabricação das bombas para os ataques ocorridos em 2002.

Ele também foi considerado culpado de envolvimento em ataques contra igrejas na capital do país, Jacarta, nos quais 19 pessoas morreram.

Depois que Patek pediu perdão várias vezes durante o julgamento, a promotoria decidiu não pedir a pena de morte.

Outras três pessoas foram executadas devido aos ataques contra casas noturnas de Bali em 2002, que eram frequentadas principalmente por turistas estrangeiros.