Quatro maiores economias do euro concordam com plano para impulsionar crescimento

Os líderes das quatro maiores economias da zona do euro – Alemanha, França, Espanha e Itália – reunidos nesta sexta-feira concordaram em princípio com medidas para impulsionar o crescimento no valor de 1% do PIB do bloco, ou 130 bilhões de euros (cerca de R$ 336 bilhões).

O primeiro-ministro italiano, Mario Monti, o espanhol, Mariano Rajoy, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, François Hollande, se reuniram em Roma para discutir a crise na zona do euro, antes da cúpula da União Europeia marcada para semana que vem.

O pacote de crescimento deverá incluir diversas medidas para impulsionar gastos em infra-estrutura e outros investimentos, apoiados pelo dinheiro dos contribuintes europeus.