Lugo não vai ao Senado e envia advogados para fazer defesa

O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, não irá ao Senado nesta sexta-feira para fazer sua defesa no processo de impeachment movido contra ele.

Segundo a imprensa local, Lugo enviará seus advogados, Emilio Camacho, Adolfo Ferreiro, Luis Samaniego e o procurador da República, Enrique García, para fazer a defesa.

Lugo deverá acompanhar o processo do Palácio de Governo.

Uma comissão de chanceleres da Unasul (União de Nações Sul-Americanas) foi enviada ao Paraguai para acompanhar o desenrolar do processo.

Antes do início dos trabalhos no Senado, o ministro brasileiro de Relações Exteriores brasileiro, Antonio Patriota, se reuniu com a oposição paraguaia.

A OEA (Organização dos Estados Americanos) também convocou uma reunião extraordiária para discutir a crise no Paraguai.