Cada vez mais britânicos juntam-se a grupos extremistas, diz chefe do MI5

Jonathan Evans, o chefe do serviço de inteligência da Grã-Bretanha, conhecido como MI5, disse em raro pronunciamento público nesta segunda-feira que cada vez mais britânicos estão se juntando a grupos extremistas em países árabes.

Segundo ele, acredita-se que cerca de 200 britânicos estão atualmente envolvidos com grupos militantes do mundo árabe, em algumas regiões que teriam se tornado territórios de operação mais fácil para a Al-Qaeda após as revoluções da Primavera Árabe.

Evans citou ainda o fato de que o número de ciberataques a empresas britânicas tem aumentado de forma "impressionante" e que as Olimpíadas de Londres, que começam no dia 27 de julho, têm dominado o trabalho dos serviços de segurança e inteligência da Grã-Bretanha.