Na véspera de encontro, potências discordam sobre destino de Assad

O chanceler russo Sergei Lavrov disse acreditar que há "uma boa chance" das potências ocidentais chegarem a um consenso sobre o conflito na Síria durante uma reunião dos membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU marcada para sábado.

Contudo, Lavrov disse que a Rússia será contrária a qualquer tentativa de antecipação forçada de uma eventual transição política no país.

Segundo o correspondente da BBC em Moscou, as potências ocidentais e orientais não concordam sobre uma questão fundamental para a solução do conflito: o destino do presidente Bashar al-Assad.

Enquanto as potências ocidentais querem a queda do regime, a Rússia está relutante em abandonar seu antigo aliado.