Reféns estrangeiros são libertados no Quênia por força somalis

Forças do governo da Somália informaram nesta segunda-feira ter resgatado quatro voluntários de uma organização humanitária internacional sequestrados em um campo de refugiados do Quênia há três dias.

Os reféns, que trabalhavam para o Conselho de Refugiados Norueguês, foram libertados depois de uma pequena troca de tiros na fronteira entre a Somália e o Quênia.

Eles haviam sido sequestrados durante um ataque ao comboio em que estavam quando atravessavam o campo de Dadaab na última sexta-feira, refúgio de cerca de 500 mil somalis.

As autoridades quenianas creditam os recentes ataques a voluntários estrangeiros na região ao grupo islamita Al Shabaab.

Os sequestradores foram presos.