Negociação na ONU sobre comércio de armas sofre atraso

A negociação sobre um tratado para regular o comércio internacional de armas na ONU está enfrentando dificuldades mesmo antes do início oficial das discussões.

Um pedido da delegação palestina para fazer parte do encontro como Estado em vez de "observador" foi contestado por Israel e iniciou uma discussão entre entidades que foram classificadas como observadoras, tais como a União Europeia e o Vaticano.

Espera-se agora que as negociações comecem nesta terça-feira.

Segundo correspondentes da BBC, a confusão pode ter sido provocada intencionalmente por Estados contrários ao tratado para minar as negociações.