Grécia deve pedir mais dois anos de prazo a credores internacionais

Em discurso ao Parlamento nesta sexta-feira, o primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, disse que pedirá aos credores internacionais do país mais dois anos de prazo para atingir as metas exigidas em troca do pacote de ajuda financeira.

Após cinco anos seguidos de recessão, a Grécia sofre pressão da União Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional para aprofundar cortes orçamentários e medidas de austeridade já em curso e criar novos.

"Nós pedimos que o ajuste seja atingido não em dois anos, mas em mais tempo", disse o premiê ao apresentar suas metas não para 2014, mas para 2016.