Islamitas do Mali recrutam crianças para luta armada, diz ONU

A ONU afirmou nesta sexta-feira que grupos fundamentalistas no norte do Mali estão recrutando crianças para a luta armada no país.

Segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância, islamitas e outros grupos, que recentemente tomaram o poder na região, já cooptaram mais de cem meninos com idade entre 12 e 18 anos.

Eles também teriam abusado sexualmente de meninas de diversas tribos.

Milhares de crianças no Mali têm sido afetadas pelo conflito, especialmente com o fechamento das escolas.

Na última quinta-feira, o Conselho de Segurança (CS) da ONU aprovou uma resolução em que pede sanções contra os islamitas que destruíram templos sagrados da cidade de Timbuktu, considerada patrimônios da humanidade.