Líderes estudantis são presos em Mianmar

Ativistas pró-democracia em Mianmar dizem que mais de 20 líderes estudantis foram presos no maior episódio de repressão a dissidentes desde a introdução de reformas políticas no ano passado.

Eles foram detidos pouco antes do memorial que relembra a supressão de um movimento estudantil há 50 anos.

Cerca de 300 pessoas se reuniram em Yangon, a maior cidade do país, para marcar o evento, apesar das prisões e da presença de policiais à paisana.

Dois oficiais do governo confirmaram as prisões. Os ativistas exigem a libertação imediata dos estudantes.