Serviço de imigração ameaça fazer greve na véspera das Olimpíadas

Funcionários britânicos dos serviços de imigração e controle de passaportes ameaçam entrar em greve às vésperas das Olimpíadas.

A ação seria um protesto por melhores salários e contra cortes de vagas no setor, que, segundo os sindicatos, agravaram os atrasos e vêm contribuindo nos últimos meses para a formação de filas de até três horas em Heathrow, o maior aeroporto da Grã-Bretanha.

A paralisação deve ter ter impacto na chegada de turistas nos aeroportos do país.

A greve já está sendo interpretada como o mais recente revés dos Jogos de Londres, após a falha da empresa G4S em providenciar seguranças suficientes para o evento, o que forçou o país a convocar tropas das Forças Armadas.