Milionário britânico admite ter mantido cadáver da mulher escondido em casa

O multimilionário Hans Kristian Rausing, de 49 anos, admitiu perante uma corte britânica ter impedido o enterro de sua mulher, Eva Rausing, morta aos 48 anos.

Ele manteve o corpo escondido por cerca de dois meses sob uma pilha de sacos de lixo, roupas e lençóis na casa da família, no bairro de Belgravia, reduto aristocrático de Londres.

De acordo com as investigações preliminares o casal lutava contra as drogas por muitos anos.

A polícia encontrou o cadáver no dia 9 de julho e Rausing deve receber uma sentença pelo crime nas próximas semanas.