Irã nega que capturados na Síria sejam militares

O Irã negou veementemente nesta segunda-feira que o grupo de 48 iranianos capturados por rebeldes na Síria no final de semana inclua membros da Guarda Revolucionária, grupo militar de elite do país.

O vice-premiê do Irã, Amir Abdollahian, teria dito que todos os capturados são peregrinos em visita à locais sagrados xiitas.

Os rebeldes dizem que os iranianos estavam em missão de reconhecimento.