Mordomo do papa irá a julgamento, anuncia o Vaticano

O ex-mordomo do papa Bento XVI irá a julgamento em conexão com uma investigação sobre uma série de vazamentos para a mídia, o Vaticano anunciou.

Paolo Gabriele foi acusado em maio, depois de a polícia encontrar cartas e documentos confidenciais em seu apartamento no Vaticano.

No início deste ano, uma série de vazamentos para a mídia, apelidados de "Vatileaks", expôs supostos casos de corrupção e conflitos na Santa Sé.

Em abril, o papa criou uma comissão para encontrar a fonte dos vazamentos.

Como mordomo do papa e assistente pessoal, Gabriele foi um dos poucos não religiosos com acesso aos aposentos do papa. O ex-mordomo está em prisão domiciliar.