EUA e Rússia elogiam escolha de sucessor de Kofi Annan

Atualizado em  18 de agosto, 2012 - 09:56 (Brasília) 12:56 GMT

Os EUA e a Rússia elogiaram a escolha do veterano diplomata argelino Lakhdar Brahimi como o novo enviado especial da ONU e da Liga Árabe à Síria, em nova tentativa de tentar mediar o conflito no país.

A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, disse que Washington apoiará Brahimi; e a Rússia - uma das principais aliadas do regime sírio - se disse disposta a uma "interação próxima" com o enviado, mas agregou que seus esforços serão inúteis se não houver um cessar-fogo na Síria.

O vice-presidente sírio, Farouq al-Shara, também elogiou a escolha do diplomata.

Brahimi sucederá Kofi Annan, que renunciou após o fracasso de seu plano de paz para a Síria e a ausência de um cessar-fogo tanto do lado de rebeldes como do governo sírio.

Ao mesmo tempo, a violência continua no país árabe. Tropas do presidente Bashar al-Assad lançaram novos ataques aéreos em áreas controladas pelos rebeldes, em especial no norte da cidade de Aleppo, segundo o Observatório de Direitos Humanos (grupo sírio pró-rebeldes).

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.