Unasul decide apoiar Equador no caso Assange

Atualizado em  19 de agosto, 2012 - 20:07 (Brasília) 23:07 GMT

Membros da Unasul (União de Nações Sul-Americanas) assinaram neste domingo um documento de apoio ao Equador em sua decisão de conceder asilo ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange.

Em reunião realizada na cidade equatoriana de Guayaquil, ministros de Relações Exteriores dos países sul-americanos reafirmaram o direito soberano dos Estados de conceder refúgio.

O documento também pede que as partes envolvidas mantenham o diálogo e a negociação para encontrar uma solução mutuamente aceitável para o caso.

Assange permanece refugiado na embaixada do Equador em Londres. A Grã-Bretanha diz que pretende "cumprir a obrigação" de extraditá-lo à Suécia, onde é acusado de crimes sexuais.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.