Operadora ameaça demitir mineradores grevistas na África do Sul

Atualizado em  20 de agosto, 2012 - 07:53 (Brasília) 10:53 GMT

A operadora de uma mina de platina na África do Sul afirmou que vai demitir funcionários que permanecerem em greve a partir desta segunda-feira.

Na semana passada, a polícia sul-africana abriu fogo contra uma multidão que protestava na mina da empresa Lonmin, matando 34 pessoas.

No domingo, o presidente Jacob Zuma proclamou uma semana de luto pelos mortos.

Nesta segunda-feira, a empresa disse que entre 17% e 25% dos trabalhadores se apresentou pela manhã.

Cerca de 3 mil funcionários da mina cruzaram os braços há mais de uma semana, exigindo aumentos salariais.

A operadora Lonmin, terceira maior produtora de platina do mundo, no entanto, considera a greve ilegal.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.