Senador boliviano completa três meses refugiado na embaixada do Brasil

Atualizado em  28 de agosto, 2012 - 18:37 (Brasília) 21:37 GMT
O senador boliviano Roger Pinto (Foto: Reuters)

O senador Roger Pinto continua à espera de salvo-conduto para que possa deixar a Bolívia

O senador de oposição boliviano Roger Pinto completou nesta terça-feira três meses refugiado na embaixada do Brasil em La Paz.

Pinto continua esperando que o governo do presidente Evo Morales conceda um salvo-conduto para que ele deixe o país.

O senador se refugiou na embaixada brasileira em 28 de maio, alegando ser vítima de suposta perseguição política por acusar funcionários do governo de corrupção e conivência com o narcotráfico.

O governo boliviano considerou a decisão brasileira de dar asilo a Pinto "equivocada" e "desatinada" e disse que não dará ao senador permissão para deixar o país.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.