Justiça solta mineiros sul-africanos acusados de assassinato

Atualizado em  3 de setembro, 2012 - 15:20 (Brasília) 18:20 GMT

A Justiça da África do Sul ordenou nesta segunda-feira que fosse solto o primeiro grupo de um grande número de mineiros acusados de assassinato após os recentes protestos.

As acusações, que causaram revolta no país, contra 270 homens foram suspensas até maiores investigações.

As acusações foram feitas após a invocação de uma lei obscura datando da época do apartheid após a morte de 34 mineiros grevistas no mês passado em choques com a polícia na mina de platina de Marikana.

Dezenas de sul-africanos comemoraram ao deixar a corte.

Cresce o número de greves no país. Uma paralisação não-oficial em uma mina de ouro em Johanesburgo já conta com a adesão de 12 mil trabalhadores.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.