EUA retiram diplomatas e familiares de embaixadas na Tunísia e Sudão

Atualizado em  15 de setembro, 2012 - 19:38 (Brasília) 22:38 GMT

O governo americano ordenou que diplomatas e seus familiares baseados nas embaixadas da Tunísia e do Sudão retornem aos Estados Unidos imediatamente.

Na sexta-feira, duas pessoas morreram na Tunísia e três no Sudão durante os protestos contra um filme de conteúdo anti-islâmico produzido nos EUA.

O vídeo deu origem a uma série de protestos no norte da África, Oriente Médio, e até países como Irã e Austrália, e desde terça-feira 13 pessoas já morreram, entre elas o embaixador americano na Líbia.

O Departamento de Estado americano emitiu alertas para que seus cidadãos evitem os países que vêm registrando os protestos mais violentos.

Diplomatas dizem que a onda de violência pode ser o início de uma crise prolongada com consequências políticas e diplomáticas imprevisíveis.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.