Hezbollah convoca novos protestos contra filme anti-islâmico

Atualizado em  17 de setembro, 2012 - 07:33 (Brasília) 10:33 GMT

O influente líder do grupo militante islâmico xiita Hezbollah, Nassan Nasrallah, convocou novos protestos contra o filme anti-islâmico "Innocence of Muslims" (Inocência dos Muçulmanos, em tradução livre), obra que tem causado uma onda de violência em países da Ásia, da África e do Oriente Médio.

O líder do Hezbollah, que tem base no Líbano e grande influência sobre o governo do país, disse que o mundo precisa saber que os muçulmanos "não se calarão diante desse insulto", em referência ao retrato crítico do profeta Maomé feito pelo filme amador.

Nasrallah disse que o filme representa um insulto "sem precedentes" ao islã e pediu protestos que, ao longo da próxima semana, devem focar não apenas embaixadas americanas no exterior, mas também governos de países muçulmanos, para pressioná-los a criticar os EUA.

O filme produzido nos EUA já despertou protestos em dezenas de países, deixando dezenas de mortos e feridos.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.